Blogue Geografia Nota 5

Tirar boas notas só depende de ti...;)

11.3.16

Caracterização dos climas mundiais:Quentes,Temperados, Frios e de Altitude/Montanha

Tipo de clima
Regime térmico
Regime Pluviométrico
Localização
Formação Vegetal
QUENTES
Equatorial
·         Temperaturas elevadas e praticamente constantes ao longo do ano. (Temperaturas Médias Mensais (TMM) superiores a 20ºC);
·         Amplitude térmica anual muito baixa, normalmente inferior a 3ºC;
·         Não existem estações diferenciadas.
·         Precipitação abundante ao longo De todo o ano, não existindo meses secos;
·         Totais anuais superiores a 1500 mm.
·         Numa faixa, junto ao equador compreendida entre os 5º N e os 5º S, podendo em circunstâncias específicas, alcançar o trópico de Capricórnio nas margens dos continentes.
Floresta equatorial –formação vegetal muito densa, compacta, com muitas espécies, de grande exuberância e sempre verdejante.
Tropical Seco/Húmido
·         Temperaturas elevadas ao longo de todo o ano, normalmente, superiores às do clima equatorial;
·         Amplitude térmica anual baixa, não ultrapassando, normalmente, os 10ºC e sendo ligeiramente superiores ao clima equatorial.
·         Precipitações abundantes, embora distribuídas de forma irregular.
·         Distinguem-se duas épocas, uma onde chove muito (húmida) e onde chove pouco (seca). Se a estação húmida for mais prolongada estamos perante um clima tropical húmido, no caso inverno (estação seca maior) estamos perante um clima tropical seco.
·         Localiza-se sensivelmente numa faixa compreendida entre os 5º e os 30º de latitude Norte e Sul.
C. T. Húmido: Savana – formação vegetal com predomínio de formação herbácea alta onde podem surgir alguns arbustos e árvores dispersas ou em pequenos aglomerados.
C. T. Seco: Estepe – formação vegetal composta por tufos de ervas rasteiras e arbustos espinhosos.
Desértico
·         Temperaturas elevadas ao longo de todo o ano, podendo as TMM ultrapassar os 35ºC, (valores mais elevados em Junho e Julho e mais baixos em Dezembro e Janeiro);
·         A amplitude térmica anual é mais elevada do que os restantes climas quentes, sendo, normalmente, superior a 15ºC (Amplitude térmica diária muito elevada, podendo ultrapassar os 30º C).
·         A precipitação é escassa e esporádica, podendo-se verificar de um momento para o outro chuvas fortes, a ponto de destruir tudo num curto período de tempo;
·         Existe uma estação que é quente e seca.
·         Localiza-se entre latitudes que variam dos 15º aos 35º Norte e Sul e cujo eixo é aproximadamente o respectivo trópico.

TEMPERADOS
Mediterrânico
·         Verões quentes, longos e secos (Temperatura média do mês mais quente compreendida entre os 21ºC e os 27ºC e temperaturas máximas que podem atingir os 40ºC);
·         Invernos amenos e curtos (temperatura média do mês mais frio entre 6º e 10ºC);
·         Amplitude térmica anual moderada, entre 6º e 17ºC.
·         Precipitação relativamente escassa e distribuída de forma irregular (o total anual pode variar de 400 a 900 mm). Chove, sobretudo no Outono e Inverno;
·         O número de meses secos pode variar entre 4 e 7 meses;
·         Existem quatro estações, embora duas sejam mais longas (Inverno e Verão) e duas mais curtas (Primavera e Outono).
·         Localiza-se nas áreas litorais sob influência do mar mediterrâneo, no sudoeste da Austrália, na Califórnia e no Chile central.
Maqui – associação vegetal constituída por arbustos e árvores de pequeno porte que se desenvolvem em solos siliciosos.
Garrigue – associação vegetal rasteira constituída por vegetação arbustiva, herbácea e plantas aromáticas que se desenvolvem em solos calcários.
Marítimo
·         TMM ligeiramente baixas no Inverno e amenas no Verão;
·         Verões frescos (temperatura média anual moderada, compreendida entre os 15º e os 20ºC) e de curta duração;
·         Invernos moderados (temperatura média do mês mais frio superior a 5ºC);
·         Amplitude térmica anual moderada.
·         Precipitação abundante e mais ou menos bem distribuída ao longo do ano, embora com máximos nos meses de Outono e Inverno e mínimos nos meses de Verão;
·         Existem quatro estações.
·         Localiza-se entre os 40º e 60º de latitude, norte e sul, nas áreas litorais, ao longo de uma faixa que abrange toda a Europa Ocidental, desde a Península Ibérica até a Noruega, nas costas ocidentais da América do Norte (desde a Califórnia até ao Alasca), no Chile meridional e na Nova Zelândia.
Floresta caducifólia – constituída por árvores altas e de grandes folhas. Ex: Carvalho roble, faias, bétulas, freixos, plátano, vidoeiros, etc.

ANO: 7º
DISCIPLINA: GEOGRAFIA

FICHA INFORMATIVA – CLIMAS







Continental
·         O regime térmico anual regista grandes oscilações: temperaturas médias mensais negativas no Inverno e relativamente elevadas no Verão;
·         amplitude térmica anual bastante elevada, chegando a atingir em algumas estações os 40ºC;
·         Verões quentes, curtos e com precipitação;
·         Invernos frios, longos e secos (as temperaturas podem atingir valores inferiores a -15ºC).
·         Precipitação pouco abundante, com máximos no Verão e mínimos no Inverno, frequentemente sob a forma de neve e granizo;
·         Existem quatro estações.
·         Localiza-se nas, mesmas latitudes do clima temperado marítimo, mas no interior dos continentes e na fachada ocidental dos oceanos, isto é, em todo o Norte, Leste e Centro dos EUA, interior da Europa, Sul e interior do Norte da Ásia.
Floresta de coníferas – constituída por pinheiros e abetos, com troncos direitos folhas persistentes, estritas e pequenas, semelhantes a agulhas;

Existência, também, de floresta de folha caduca.
FRIO
Subpolar
·         Os Verões são pouco quentes e curtos (temperaturas médias mensais inferiores a 18º C);
·         Os Invernos são prolongados e rigorosamente frios (durante 6 a 8 meses a temperatura está sempre abaixo dos 0º C);
·         A amplitude térmica anual é relativamente acentuada.
·         A precipitação é bastante reduzida e concentrada na época menos fria, no Inverno ocorre sob a forma de neve.
·         Localiza-se sensivelmente entre as latitudes situadas entre os 55º e os 65º N. É próprio do Alasca, Labrador, Norte da Escandinávia até à Sibéria e Norte do Canadá.
Floresta Boreal (Taiga) – constituída por coníferas, com predomínio para os pinheiros e os abetos, embora mais dispersos do que na floresta de coníferas.
Polar
·         Temperaturas médias mensais muito baixas, negativas na maior parte do ano;
·         Os Invernos são longos e as temperaturas chegam a atingir valores inferiores a -50ºC;
·         No Verão as temperaturas médias raramente ultrapassam os 10ºC e são quase inexistentes;
·         Amplitude térmica anual extremamente elevada.
·         Precipitação anual muito reduzida, sendo mais abundante nos meses menos frios (estação mais quente);
·         Existem duas estações.
·         Localiza-se nas altas latitudes (70º a 80º), ou seja, no Norte dos continentes americano e asiático. Inclui a Antárctida e grande parte da Gronelândia.
Tundra – constituída por uma vegetação rasteira dominada por musgos, líquenes e fungos. E a formação vegetal mais degradada e pobre da superfície terrestre e só aflora quando o gelo se funde.
ALTITUDE
·         Os Verões são quase inexistente e os Invernos bastante frios;
·         Temperatura médias mensais inferiores a 0º C na maior parte do ano;
·         A amplitude térmica anual não é muito elevada;
·         A amplitude térmica diurna é bastante significativa (chegando a atingir os 25º e os 30º C).
·         As precipitações são abundantes, ocorrendo, na maior parte do ano sob a forma de neve.
·         Os climas de montanha encontram-se bastante dispersos pela superfície terrestre. Assim, destacam-se: cordilheira dos Andes, relevos do México e Argentina central, Este do Brasil, maciço da Etiópia, elevações da Tanzânia, Quénia, Quilimanjaro, Himalaias, Montanhas Rochosas, …



5.1.15

Natalidade aumentou 0,8% em 2014

No ano passado, nasceram em Portugal 83511 bebés, mais 724 do que em 2013, representando um aumento de 0,8 por cento, informa o «Expresso». 
  
Este aumento da natalidade verifica-se depois de três anos de queda profunda. 
  
Apesar de tudo, o número de mortes em Portugal continua a ser superior ao número de nascimentos. 
  
Agora que a natalidade aumenta ligeiramente, regista-se uma redução nos apoios sociais. 
  
O abono de família, que em 2005 chegava a mais de um milhão e setecentas mil crianças e jovens, foi reduzido em 500 mil euros pelo Estado, ao longo dos últimos nove anos.

Fonte:http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/natalidade/ha-mais-bebes-a-nascer-em-portugal

28.6.13

Visita Virtual à Universidade de Coimbra

 Com mais de sete séculos, a Universidade de Coimbra conta com um património material e imaterial único, peça fundamental na história da cultura científica europeia e mundial. Um património que a UC candidatou a Património Mundial da UNESCO.


Universidade de Coimbra
DESLUMBRANTE!

http://visit.uc.pt/

Rio Mondego

Projecto final de mestrado em Wildlife Documentary Production da Universidade de Salford, Reino Unido.
Documentário classificado com uma distinção. Filmado em Portugal durante Maio/Junho de 2011. Uma viagem pelo rio Mondego e a sua vida selvagem, das montanhas até ao oceano Atlântico.

MONDEGO - Versão Portuguesa from Daniel Pinheiro - Wildlife Films on Vimeo.